Shivat Zion

PREVIDÊNCIA PRIVADA

PENSIA PRATIT
פנסיה פרטית
Última atualização: 08.01.2024
Este texto foi criado e traduzido por Shivat Zion com a ajuda de Hadas Mandel, agente de seguros e gestor de riscos pessoais. Ele pode ser contatado em: hadasman6@gmail.com

As pensões em Israel são divididas entre as seguintes opções:

Pensão governamental fornecida por Bituaj Leumi para idosos.

Negociado pelo sindicato do setor público

No qual os empregados e trabalhadores autônomos são legalmente obrigados a participar e que é supervisionado e regulamentado pelo governo.

Este guia se concentrará na opção de previdência privada (#3).

Isto aplica-se a empregados e trabalhadores independentes que são agora legalmente obrigados a ter fundos de pensões privados para os quais eles e os seus empregadores devem contribuir.

Para um plano de pensões privado com base nos seus rendimentos.

Funcionários:

  • Do empregador: 6% para Pitzuim – פיצויים – indenização por danos e 6,5% Tagmulim – תגמולים – pagamentos de pensões.
  • Do Trabalhador: 6% total.

Os trabalhadores independentes:

  • Devem contribuir com um mínimo de cerca de NIS 500 por mês.
  1. Pensia Makifa – פנסיה מקיפה – Pensão Integral que oferece as seguintes coberturas:
  • Invalidez, caso alguém não possa trabalhar mais de três meses por motivo de doença ou acidente, normalmente cobre 75% do salário atual.
  • Seguro de vida/benefício de sobrevivência, em caso de morte o cônjuge sobrevivente e os filhos (menores de 21 anos) receberão uma mensalidade
  • Pensão de velhice, ao atingir a idade da reforma ou quando o trabalhador deixar de trabalhar após essa idade.
  1. Pensia Mashlima/Klalit – פנסיה משלימה/כללית – Pensão complementar/geral – que normalmente é apenas um plano de poupança sem cobertura adicional. Recomendado para trabalhadores mais velhos próximos da idade de reforma.

Quando uma pessoa se aposenta e começa a sacar sua pensão, os fundos geralmente são pagos em parcelas mensais e não à vista!

Por exemplo, uma Pensia Makifa deve proporcionar aos seus membros benefícios por morte e invalidez financiados colectivamente pelos membros do regime, enquanto uma Pensia Mashlima não proporciona benefícios por morte e invalidez, mas apenas um plano de poupança pessoal.

No entanto, ambos os planos estão sujeitos a regulamentações semelhantes e todos os planos de poupança-reforma são administrados por fundos e provedores terceirizados sob a supervisão e regulamentação da Divisão de Poupança e Seguros do Mercado de Capitais (CMISD), que é uma divisão da Misrad HaOtzar – משרד האוצר – Ministério das Finanças de Israel.

Estas empresas devem possuir licenças de seguros que lhes permitam operar e gerir pensões e diversas apólices de seguros.

Se você tentar abrir um plano de pensão de forma independente, na maioria dos casos as companhias de seguros provavelmente irão encaminhá-lo para um agente licenciado. Dada a complexidade e as muitas opções de pensões disponíveis, recomenda-se que recorra a um agente para o ajudar a escolher o plano de pensões adequado. Além disso, um agente pode ajudá-lo a negociar com seguradoras tanto na negociação de taxas de administração D’mei Nihul (דמי ניהול) quanto no caso de ser necessário registrar uma reclamação, etc.

Depois de abrir um plano de previdência, certifique-se de manter-se atualizado, ou seja, se você deixar o emprego temporariamente (por exemplo: por jufshat Leida – חופשת לידה – Licença maternidade, etc.) ou permanentemente, você deve manter está ativo, caso contrário, certos benefícios podem ser perdidos (Zhuyot – זכויות). Seu agente pode ajudá-lo a determinar qual deve ser o pagamento mínimo para mantê-lo ativo e como pagá-lo.